Research And Development

Pesquisa e desenvolvimento

Spring Genetics opera o programa de melhoramento genético mais avançado do mundo para a Tilápia-do-Nilo

Spring Genetics opera o programa de melhoramento genético mais avançado do mundo para a Tilápia-do-nilo. O trabalho pioneiro na seleção para aumento da resistência a Streptococcus iniae (LaFrentz et al., 2016) e Streptococcus agalactiae (Shoemaker et al., 2016), representam marcos importantes para o trabalho genético em tilápias, e será acompanhado com pesquisa informativa de indicadores genéticos que podem pavimentar o caminho para a seleção assistida por  marcadores para essas características. Da mesma forma, a Spring Genetics com uma estreita parceria com a Benchmark e sua empresa irmã, Akvaforsk Genetics Center, fortemente empenhada em continuar o seu trabalho de ponta de genética da tilápia, com foco em crescimento rápido combinado com maior rusticidade, resistência à enfermidades e outras características avançadas como eficiência na conversão alimentar, tolerância a salinidade e altas/baixas temperaturas.

CONTROLADO EXPERIMENTO DESAFIADOR DEMONSTRA A VARIAÇÃO GENÉTICA DE ADITIVO SUBSTANCIAL DE RESISTÊNCIA DA TILÁPIA-DO-NILO (OREOCHROMIS NILOTICUS) a STREPTOCOCCUS INIAELaFrentz,  B.R.,  Lozano, C.A., Shoemaker, C.A., Garcia, J.C., Xu, D-H., Løvoll, M. and  Rye,  M., 2016.

Streptococcus iniae é um agente etiológico de uma enfermidade estreptocócica na tilápia e um dos muitos do gênero Streptococcus spp. que impacta negativamente na produção mundial da tilápia.

Métodos para prevenção e controle a S.iniae incluem vacinas, estratégias de manejo e antibióticos. Um método complementar de prevenção pode incluir uma criação seletiva para resistência às doenças, mas o potencial para isso é desconhecido na tilápia.

Esse estudo foi iniciado para desafiar as famílias de Tilápia-do-nilo a estimativa dos parâmetros genéticos à resistência a Streptococcus iniae. 

•Um total de 143 famílias completas e de meio-irmãos paterno (média de 176 g, sd = 50 g) foram divididos em dois grupos, cada um contendo, em média, 9 peixes por família.

• O desafio foi projetado com a intenção de utilizar o peixe injetado com S. iniae   (Grupo 1) Esses peixes infectados seriam os  agentes para transferir a bactéria aos outros animais que conviviam no mesmo tanque de cultivo. (Grupo 2).

• Tilapia do Grupo 1 foi desafiada por injeção intraperitoneal com um volume contendo 1,15 × 10 ^ 8 unidades formadoras de colônias S. iniae por pescado, e depois  esses animais conviveram  com tilapia do Grupo 2 em um único tanque.

A mortalidade acumulada no final do experimento foi de 60% para os peixes desafiados por injeção e 6,4% para os peixes desafiados pela convivência.

Os resultados revelaram alta variação para a sobrevivência média das famílias injetadas com S. iniae (variando de 0% a 100%, CV 69%). A herdabilidade estimada da sobrevivência pós-desafio no Grupo 1 foi de 0,42 ± 0,07 na escala binária observada e 0,58 ± 0,09 na escala de responsabilidade subjacente, derivada de um modelo de animal linear e um modelo de limiar de sire-dam, respectivamente.

Em resumo, observou-se uma variação genética aditiva substancial na resistência a S. iniae quando o peixe foi desafiado por injeção, o que sugere promessa de melhora genética da tilapia para resistência a S. iniae por meio da reprodução seletiva.

Esta pesquisa sugere a promessa de melhoramento genético da tilapia para resistência a Streptococcus iniae através da criação seletiva, proporcionando assim aos aquicultores de peixes comerciais um estoque de tilapia mais resistente como uma ferramenta de gerenciamento adicional para reduzir as perdas de produção por Streptococcus spp.

Referência completa ao artigo: LaFrentz, BR, Lozano, CA, Shoemaker, .CA, Garcia, JC, Xu, DH., Løvoll, M. e Rye, M., 2016. O experimento de desafio controlado demonstra uma variação genética aditiva substancial na resistência De tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) para Streptococcus iniae. Aquacultura, 458: 134-139. Http://dx.doi.org/10.1016/j.aq…

main.css loaded.